Suinocultura

Artigo | 24 de julho, Dia do Suinocultor

23 de julho de 2021
Compartilhe

Por Valdecir Luis Folador
Presidente da Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul – ACSURS.

O setor suinícola encerra um primeiro semestre bastante desafiador e a previsão é de dificuldades no semestre que inicia.

Há tendência de queda nas exportações, num primeiro momento, e os custos de produção, aparentemente, não vão dar tranquilidade ao suinocultor neste ano de 2021.
Enfim, há sinalizações de que será um segundo semestre um pouco complicado também, mas tudo pode acontecer, estamos na dependência do mercado importador chinês.

Neste 24 de julho, data em que comemoramos o Dia do Suinocultor, queremos lembrar o trabalho enobrecedor do produtor criador de suínos e o desafio diário que ele enfrenta.

É uma data importante para o setor, para os criadores de suínos, suinocultores e suinicultoras também, pois há muitas mulheres que já estão à frente da atividade, e isso se caracteriza de forma bastante positiva, pela garra dessas profissionais dentro das granjas, seja no manejo dos animais ou na área administrativa.

Atualmente, são cerca de 8 mil criadores de suínos distribuídos em mais de 300 municípios gaúchos, em pequenas e médias propriedades. Esses profissionais do agro são responsáveis por 19% da produção brasileira de carne suína, colocando o Rio Grande do Sul como o terceiro maior estado produtor da proteína. O plantel de matrizes suínas é de cerca de 335 mil.

Já com relação à exportação, representam 25% do que é enviado ao mercado externo, colocando o Estado do RS como o segundo maior estado brasileiro exportador de carne suína.

Quero parabenizar a todos esses produtores pelo Dia do Suinocultor e dizer aos produtores, aos suinocultores e suinicultoras, que eles estão desenvolvendo, desempenhando uma atividade muito importante. Eles estão gerindo e tocando uma empresa que é a suinocultura que eles praticam dentro de cada propriedade.

Parabéns a todos os envolvidos na atividade. Sempre digo que para ser suinocultor precisamos ser vocacionados, além de desenvolvermos a atividade porque precisamos ganhar dinheiro e, assim, torná-la viável economicamente.

Repito, para ser suinocultor, suinicultora, é preciso ter vocação.

Vocação para desempenhar uma atividade tão cheia de desafios, impostos pelas demandas de mercado e pela instabilidade econômica que a suinocultura tem como característica desde sempre.

Parabéns àqueles que desempenham com muito zelo, com muita qualidade a atividade da suinocultura!

Fonte: ACSURS | Texto de Simone Jantsch, Assessora de Comunicação.

Cotação semanal

Dados referentes a semana 17/09/2021

Suíno Independente kg vivo

R$ 6,79

Farelo de soja à vista tonelada

R$ 2.245,00

Casquinha de soja à vista tonelada

R$ 1.800,00

Milho Saca

R$ 90,00
Ver anteriores

Preço base - Integração

Atualizado em: 17/09/2021 16:00

AURORA* base suíno gordo

R$ 5,90

AURORA* base suíno leitão

R$ 6,00

Cooperativa Languiru

R$ 5,90

Cooperativa Majestade*

R$ 5,90

Dália Alimentos

R$ 5,90

Alibem - base creche e term.

R$ 4,90

Alibem - base suíno leitão

R$ 5,70

BRF

R$ 5,60

Estrela Alimentos - creche e term.

R$ 4,80

Estrela Alimentos - base leitão

R$ 5,95

JBS

R$ 5,60

Pamplona* base term.

R$ 5,90

Pamplona* base suíno leitão

R$ 6,00
* mais bonificação de carcaça Ver anteriores

Parceiros da Suinocultura Gaúcha

Parceria