Suinocultura

USDA lança campanha “Proteja nossos suínos”

20 de junho de 2022
Compartilhe

Inscrições para o evento devem ser feitas on-line.

 

Campanha visa alertar, educar e ajudar a prevenir a Introdução e potencial propagação da Peste Suína Africana.

O Serviço de Inspeção de Saúde Animal e Vegetal (APHIS) do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) anunciou novos esforços para ajudar a prevenir a introdução e disseminação da peste suína africana nos EUA por meio de uma divulgação e campanha de conscientização chamada “Proteja nossos porcos”. O APHIS apoiará produtores comerciais de carne suína, veterinários e proprietários de porcos com informações e recursos para ajudar a proteger a população suína da América e a indústria suína.

A peste suína africana é uma doença viral mortal e altamente contagiosa que afeta porcos domésticos e selvagens. Não afeta a saúde humana, mas se espalha rapidamente entre as populações suínas. As pessoas também podem espalhar a doença sem saber em suas roupas, equipamentos agrícolas ou transportando produtos suínos crus. A peste suína africana nunca foi detectada nos EUA, mas foi recentemente confirmada em países tão próximos quanto a República Dominicana e o Haiti. Não existe tratamento ou vacina eficaz para a doença.

“A peste suína africana já está devastando as indústrias e economias de suínos em todo o mundo e, se detectada nos EUA, pode devastar nossa população suína, a indústria de suínos do país e as comunidades agrícolas”, disse a subsecretária de Marketing e Programas Regulatórios do USDA, Jenny Lester. Moffitt.

Os EUA são um dos maiores produtores de carne suína do mundo e o segundo maior exportador de carne suína globalmente. Se a doença chegar aqui, estima-se que possa custar US$ 50 bilhões em 10 anos.

Produtores comerciais de carne suína, veterinários e proprietários de porcos estão entre a primeira linha de defesa do país contra a peste suína africana. Existem mais de 60 mil produtores de carne suína em todo o país que empregam mais de meio milhão de trabalhadores. Estima-se que 250 mil a 1 milhão de porcos barrigudos são mantidos como animais de estimação, e há mais de 1.500 veterinários suínos.

O APHIS está implantando uma variedade de esforços de divulgação para apoiar essas partes interessadas críticas. O novo site Protect Our Pigs, aphis.usda.gov/ProtectOurPigs , abrigará materiais como folhetos e pôsteres para download, vídeos instrutivos, gráficos de mídia social compartilháveis, um novo guia interativo de biossegurança e oferecerá as últimas atualizações sobre doenças. Se a peste suína africana for detectada nos EUA, o APHIS também estará pronto para responder imediatamente com informações e recursos acionáveis para os proprietários de porcos e o público.

Como parte desses esforços de divulgação, em 29 de junho às 15h EDT, o APHIS sediará a Peste Suína Africana: O que você precisa saber, que contará com um painel de especialistas representando a indústria de suínos, proprietários de porcos e veterinários que discutirão as últimas novidades sobre a doença, ações de proteção e responder a perguntas. Para saber mais e se inscrever no evento, CLIQUE AQUI.

“O USDA está trabalhando todos os dias para impedir que essa doença invada nossas fronteiras e a campanha Protect Our Pigs é apenas uma das muitas maneiras pelas quais estamos fazendo isso. Também estamos nos reunindo com produtores de carne suína para descobrir como podemos apoiar melhor seu trabalho contínuo nesta área, aumentando os testes em suínos e conduzindo pesquisas inovadoras de vacinas”, disse o Dr. Jack Shere, Administrador Associado da APHIS e ex-Chefe Veterinário. “Juntos, podemos combater esta doença e proteger a população suína dos EUA, os meios de subsistência e o modo de vida das pessoas”.

Fonte: Suinocultura Industrial

Cotação semanal

Dados referentes a semana 01/07/2022

Suíno Independente kg vivo

R$ 6,46

Farelo de soja à vista tonelada

R$ 2.666,66

Casquinha de soja à vista tonelada

R$ 1.275,00

Milho Saca

R$ 88,67
Ver anteriores

Preço base - Integração

Atualizado em: 05/07/2022 14:00

AURORA* base suíno gordo

R$ 5,10

AURORA* base suíno leitão

R$ 5,20

Cooperativa Languiru

R$ 5,20

Cooperativa Majestade*

R$ 5,10

Dália Alimentos

R$ 5,20

Alibem - base creche e term.

R$ 4,10

Alibem - base suíno leitão

R$ 5,20

BRF

R$ 5,10

Estrela Alimentos - creche e term.

R$ 4,10

Estrela Alimentos - base leitão

R$ 5,15

JBS

R$ 5,10

Pamplona* base term.

R$ 5,10

Pamplona* base suíno leitão

R$ 5,20
* mais bonificação de carcaça Ver anteriores

Parceiros da Suinocultura Gaúcha

Parceria