safras

AGRONEGÓCIO: Exportações somam US$ 10,9 bilhões em agosto – CNA

21 de setembro de 2021
Compartilhe

Porto Alegre, 21 de setembro de 2021 – As exportações de produtos do agro
somaram US$ 10,9 bilhões em agosto deste ano, crescimento de 26,7% com
relação ao mesmo período de 2020, segundo análise da Confederação da
Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) com base nos dados do Ministério da
Economia.

A recuperação da atividade econômica mundial, à medida que os países
avançam em seus planos de vacinação, e a melhora das expectativas dos
investidores e consumidores são consideradas os principais fatores do movimento
de alta.

No acumulado de janeiro a agosto de 2021, as vendas externas do setor já
somam US$ 83,6 bilhões, alta de 20,7% em comparação ao mesmo período do ano
passado. Com o superávit de US$ 9,6 bilhões da balança comercial do agro em
agosto deste ano, o saldo total do Brasil foi positivo em US$ 7,6 bilhões.

A soja em grãos foi o principal item da pauta exportadora em agosto, com
participação de 28,8% e receita de US$ 3,1 bilhões, aumento de 52,5% em
relação ao mesmo mês de 2020. O segundo produto mais vendido para o exterior
foi a carne bovina in natura, com crescimento de 57,7% frente a agosto do ano
passado, atingindo US$ 1 bilhão.

A China novamente foi o principal destino das exportações do agro. Em
agosto de 2021, o país asiático teve participação de 34,9% do total, com
destaque para soja em grãos, carne bovina in natura, açúcar de cana em bruto,
celulose e carne de frango in natura.

A União Europeia foi o segundo principal destino, com participação de
15,4% dos embarques e em seguida os Estados Unidos com 7,4%. Completam a lista
dos dez principais destinos: Irã (2,5%); Tailândia (2,3%); Japão (2,0%);
Chile (1,8%); Coreia do Sul (1,8%); Arábia Saudita (1,5%); e Turquia (1,4%).

Agro.BR

A CNA também analisou os setores prioritários do Projeto Agro.BR ,
realizado em parceria com a Apex-Brasil para aumentar a oferta de produtos do
agro brasileiro no comércio exterior e promover a diversificação da pauta
exportadora brasileira.

O maior crescimento no mês de agosto foi observado no setor de pescados,
que teve incremento de 39,1%% frente ao mesmo período de 2020, atingindo
receita de US$ 45 milhões, com destaque para lagostas congeladas (US$ 20,7
milhões).

O setor de lácteos também registrou aumento das exportações. Em agosto
de 2021, os embarques somaram US$ 8,1 milhões, alta de 25,8% em relação ao
mesmo mês do ano anterior. Os principais produtos foram leite em pó (US$ 2,7
milhões), queijos (US$ 1,8 milhão), creme de leite (US$ 1,1 milhão), leite
condensado (US$ 1,0 milhão) e leite modificado (US$ 470,2 mil).

Os setores de chá, mate e especiarias e frutas tiveram altas em suas
exportações, em agosto deste ano em relação a agosto passado, 23,5% e 9,8%
respectivamente. Apenas os produtos apícolas apresentaram queda na comparação
com o ano anterior (-9,9%). Com informações da assessoria de comunicação da
CNA.

Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA

Cotação semanal

Dados referentes a semana 22/10/2021

Suíno Independente kg vivo

R$ 6,44

Farelo de soja à vista tonelada

R$ 2.173,33

Casquinha de soja à vista tonelada

R$ 1.475,00

Milho Saca

R$ 87,00
Ver anteriores

Preço base - Integração

Atualizado em: 27/10/2021 14:00

AURORA* base suíno gordo

R$ 5,80

AURORA* base suíno leitão

R$ 5,90

Cooperativa Languiru

R$ 5,80

Cooperativa Majestade*

R$ 5,80

Dália Alimentos

R$ 5,90

Alibem - base creche e term.

R$ 4,80

Alibem - base suíno leitão

R$ 5,70

BRF

R$ 5,70

Estrela Alimentos - creche e term.

R$ 4,80

Estrela Alimentos - base leitão

R$ 5,85

JBS

R$ 5,60

Pamplona* base term.

R$ 5,80

Pamplona* base suíno leitão

R$ 5,90
* mais bonificação de carcaça Ver anteriores

Parceiros da Suinocultura Gaúcha

Parceria