Agroindústrias e Cooperativas

Demanda das agroindústrias sustentam preços do suíno vivo

20 de novembro de 2020
Compartilhe

A forte demanda de grandes agroindústrias por novos lotes de suínos no mercado independente e a oferta reduzida de animais em peso ideal de abate mantêm em alta os preços do vivo, de acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP.

Em algumas praças, segundo os analistas, as cotações seguem renovando o recorde real da série. No entanto, no atacado o Cepea aponta que a demanda doméstica para a proteína se enfraqueceu nos últimos dias.

De acordo com os analistas o fato de esta ser a segunda quinzena de novembro, período em que geralmente o poder de compra da população diminui, os elevados valores da carne afastam parte dos consumidores, contexto que tem impedido novas valorizações da proteína – em algumas regiões, inclusive, os preços registram quedas pontuais.

 

Fonte: Cepea

Cotação semanal

Dados referentes a semana 27/11/2020

Suíno Independente kg vivo

R$ 7,99

Farelo de soja à vista tonelada

R$ 2.635

Farelo de soja 30 dias tonelada

R$ 2.660

Milho Saca

R$ 86,33
Ver anteriores

Parceiros da Suinocultura Gaúcha

Parceria