Suinocultura

Jornal Nacional destaca custo-benefício da carne suína e seu aumento de consumo per capita

21 de junho de 2022
Compartilhe

Aumento de consumo abordado na reportagem é resultado de ação da ABCS e da estratégia adotada pela 10ª edição da SNCS.

 

A Semana Nacional da Carne Suína 2022, que terminou na última sexta-feira (17), já demonstra o impacto que teve para a cadeia de produção pouco tempo após seu início. Os preços do quilo do suíno vivo aumentaram desde o começo da campanha e se mantiveram estáveis desde então, fato que não havia ocorrido ainda este ano. Além disso, com as excelentes campanhas das maiores e melhores redes de varejos do Brasil, a SNCS foi destaque, na noite da última segunda-feira (20), no Jornal Nacional, telejornal de maior audiência do país.

Custo benefício em evidência

A matéria, que teve imagens feitas em uma das lojas do supermercado Cidade Canção em Maringá durante a 10ª campanha da SNCS, ressaltou a alta nos preços das proteínas de boi e frango e a queda no valor da carne suína. Além disso, destacou as promoções da proteína suína e o seu custo benefício. O consultor de mercado da ABCS, Iuri Machado, foi entrevistado e falou sobre o excedente de produção no Brasil e como isso impactou os preços no país. Ele explicou também que o custo de produção aumentou em 80% devido ao aumento do valor do milho e do farelo de soja nos últimos meses.

Outro ponto ressaltado na reportagem, foi como a queda nos preços da carne suína beneficiou os consumidores, ainda mais com a alta inflação que o país tem enfrentado, e a oportunidade de ganho no consumo da carne suína. Além disso, a matéria destacou o aumento recorde no consumo da proteína suína no período de 1 ano, chegando aos 19 kg. Desde a criação da Semana em 2012, o aumento de consumo per capita no Brasil subiu 32%. Esses dados confirmam que os preços baixos têm se tornado extremamente atrativos e assim, criaram oportunidades reais de escoamento do excesso de produção no Brasil. Outro ponto que também não foi esquecido pela repórter, foi o sabor que a proteína suína tem.

A SNCS é 10!

Além do Jornal Nacional, a SNCS também foi tema abordado em outros veículos especializados do agronegócio. O aumento da procura por entrevistas e informações da SNCS comprova o sucesso e a eficiência que a campanha tem nos objetivos propostos. No período de dois meses, foram mais de 30 matérias sobre a Semana em sites, revistas, podcasts, rádios e jornais. Além disso, empresas amigas também fizeram ações em apoio à campanha, ressaltando a importância de uma iniciativa tão incrível como a SNCS.

Ao todo, é esperado que, durante as duas semanas de campanha, possibilitou até 145 milhões de oportunidades em todo o país. De norte a sul do Brasil, as 9 maiores e melhores redes de varejo do país assumiram e cumpriram o compromisso de destacar, vender e escoar a proteína suína. Com ofertas e campanhas maravilhosas, o resultado mostrado na última segunda-feira (20) no Jornal Nacional não poderia ser diferente.

“Lá em 2012 quando pensamos na Semana, achávamos que seria um passo maior do que poderíamos dar. Mas agora, uma década depois da primeira edição, vemos que é uma iniciativa incrível e que responde, na prática, o que se propõe a fazer. O aumento de 300% de volume de vendas durante a Semana mostra o efeito que ela tem para o setor como um todo. O objetivo esse ano era esse: escoar o excesso de produção que temos em solo nacional devido à todos os perjúrios conhecidos. Não só conseguimos aumentar nesses 17 dias o aumento de volume nos mercados, mas também como elevar os preços dos kg de suínos vivos em todas as regiões. Não só aumentar, como manter por mais de uma quinzena, feito que este ano ainda não havíamos conseguido. Ou seja, a SNCS responde por si só quanto aos seus resultados”, afirma Marcelo Lopes, presidente da ABCS.

Assista a matéria completa CLICANDO AQUI.

10 anos de SNCS

Na décima edição da SNCS, que ocorreu de 1º a 17 de junho, participaram da campanha as 9 maiores e melhores redes de varejo do país com 27 bandeiras. Em 22 estados, o Pão de Açúcar, Mercado Extra, Compre bem, BIG, BIG Bompreço, Super Bompreço, Nacional, Carrefour, Dia, Hortifruti, Natural da Terra, Oba Hortifruti, Amigão, Cidade Canção, São Francisco, Supernoso, Apoio Mineiro e Prezunic, fizeram campanhas incríveis, não só com ofertas, mas também exaltaram a qualidade e o custo-benefício da proteína.

Fonte: ABCS

Cotação semanal

Dados referentes a semana 01/07/2022

Suíno Independente kg vivo

R$ 6,46

Farelo de soja à vista tonelada

R$ 2.666,66

Casquinha de soja à vista tonelada

R$ 1.275,00

Milho Saca

R$ 88,67
Ver anteriores

Preço base - Integração

Atualizado em: 06/07/2022 13:30

AURORA* base suíno gordo

R$ 5,10

AURORA* base suíno leitão

R$ 5,20

Cooperativa Languiru

R$ 5,20

Cooperativa Majestade*

R$ 5,10

Dália Alimentos

R$ 5,20

Alibem - base creche e term.

R$ 4,10

Alibem - base suíno leitão

R$ 5,20

BRF

R$ 5,10

Estrela Alimentos - creche e term.

R$ 4,10

Estrela Alimentos - base leitão

R$ 5,15

JBS

R$ 5,10

Pamplona* base term.

R$ 5,10

Pamplona* base suíno leitão

R$ 5,20
* mais bonificação de carcaça Ver anteriores

Parceiros da Suinocultura Gaúcha

Parceria