safras

MERCADO CAFÉ: Semana termina lenta, com queda em Nova York afastando produtores

5 de agosto de 2022
Compartilhe

Porto Alegre, 5 de agosto de 2022 – O mercado físico de café registrou preços
predominantemente mais baixos nesta sexta-feira. Segundo informações da Consultoria SAFRAS &
Mercado, o dia foi muito lento de negócios, reflexo da forte queda do referencial externo, que
acabou afastando os produtores.

A volatilidade tem atrapalhado o fluxo do mercado, pois quando as cotações internacionais
sobem demais é o comprador que fica cauteloso, demandando pouco volume na expectativa de que os
preços caiam mais no dia seguinte, e o contrário ocorre quando cai. No caso de hoje, o produtor
reteve oferta esperando por melhora nos referenciais nos próximos dias.

No sul de Minas Gerais, o café arábica bebida boa com 15% de catação ficou em R$ 1.270,00
(compra) a R$ 1.310,00 (venda), ante R$ 1.295,00 (compra) a R$ 1.320,00 no dia anterior. No cerrado
mineiro, arábica bebida dura com 15% de catação teve preço de R$ 1.285,00/1.320,00 a saca, no
comparativo com R$ 1.305,00/1.330,00 anteriormente.

Já o café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais, com 20% de catação, teve
preço de R$ 1.080,00/1.100,00, estável. O conilon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, ficou em R$
710,00/715,00 a saca, também inalterado.

Nova York

A Bolsa de Mercadorias de Nova York (Ice Futures US) para o café arábica encerrou as
operações desta sexta-feira com preços acentuadamente mais baixos. Os preços despencaram no dia
diante das preocupações com a demanda global em meio ao cenário de recessão. Tecnicamente, o
mercado rompeu para baixo a importante linha técnica e psicológica de US$ 2,10 a libra-peso.

É grande a apreensão de que a recessão e desaceleração na economia global possam afetar a
demanda pelos produtos, e no caso do café que caia o consumo da bebida. No balanço da semana, o
contrato dezembro acumulou baixa de 3,5%.

Os contratos com entrega em setembro/2022 fecharam o dia a 209,45 centavos de dólar por
libra-peso, queda de 9,85 centavos, ou de 4,5%. A posição dezembro/2022 fechou a 206,40 centavos,
baixa de 9,35 centavos, ou de 4,3%.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão em baixa de 1,03%, negociado a R$ 5,1680 para venda e a R$
5,1660 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,1650 e a
máxima de R$ 5,2780. Na semana, o dólar acumulou baixa de 0,1% em relação ao real.

Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) – Agência SAFRAS

Copyright 2022 – Grupo CMA

Cotação semanal

Dados referentes a semana 11/08/2022

Suíno Independente kg vivo

R$ 6,89

Farelo de soja à vista tonelada

R$ 2.615,00

Casquinha de soja à vista tonelada

R$ 1.275,00

Milho Saca

R$ 87,33
Ver anteriores

Preço base - Integração

Atualizado em: 17/08/2022 14:00

AURORA* base suíno gordo

R$ 5,40

AURORA* base suíno leitão

R$ 5,50

Cooperativa Languiru

R$ 5,30

Cooperativa Majestade*

R$ 5,40

Dália Alimentos

R$ 5,30

Alibem - base creche e term.

R$ 4,10

Alibem - base suíno leitão

R$ 5,40

BRF

R$ 5,10

Estrela Alimentos - creche e term.

R$ 4,32

Estrela Alimentos - base leitão

R$ 5,35

JBS

R$ 5,10

Pamplona* base term.

R$ 5,40

Pamplona* base suíno leitão

R$ 5,50
* mais bonificação de carcaça Ver anteriores

Parceiros da Suinocultura Gaúcha

Parceria