Suinocultura

Suínos: Demanda externa aquecida eleva preços da proteína embarcada

27 de junho de 2019
Compartilhe

A firme demanda externa pela carne suína brasileira tem elevado os preços da proteína exportada. De acordo com dados da Secex, nos 14 primeiros dias úteis deste mês, a carne suína in natura foi vendida ao mercado internacional a US$ 3.353,55/tonelada, alta de 48% em relação à média de maio e de fortes 72% frente à de junho/18.

Trata-se, ainda, do maior patamar desde novembro/14. De acordo com colaboradores do Cepea, a atratividade das vendas ao front externo tem elevado o ritmo de abates nas plantas que são habilitadas para o atendimento do mercado externo. Segundo dados do IBGE divulgados em 13 de junho, o peso total das carcaças abatidas aumentou 3,9% no primeiro trimestre deste ano frente ao mesmo período do ano passado. O ritmo aquecido da atividade na indústria frigorífica, por sua vez, tem impulsionado o preço do animal vivo.

Cotação semanal

Dados referentes a semana 12/07/2024

Suíno Independente kg vivo

R$ 7,35

Farelo de soja à vista tonelada

R$ 2.125,00

Casquinha de soja à vista tonelada

R$ 1.300,00

Milho Saca

R$ 63,63
Ver anteriores

Preço base - Integração

Atualizado em: 16/07/2024 14:00

AURORA* - base suíno gordo

R$ 5,65

AURORA* - base suíno leitão

R$ 5,75

Cooperativa Majestade*

R$ 5,65

Dália Alimentos* - base suíno gordo

R$ 5,50

Dália Alimentos* - base leitão

R$ 5,65

Alibem - base creche e term.

R$ 4,85

Alibem - base suíno leitão

R$ 5,65

BRF

R$ 5,35

Estrela Alimentos - creche e term.

R$ 4,52

Estrela Alimentos - base leitão

R$ 5,60

JBS

R$ 5,30

Pamplona* base term.

R$ 5,65

Pamplona* base suíno leitão

R$ 5,75
* mais bonificação de carcaça Ver anteriores

Parceiros da Suinocultura Gaúcha

Parceria